Amor próprio

Todos precisam de amor em suas vidas, não só o amor um pelo outro, mas primeiramente o amor próprio, por sua arte e por seus talentos.

Quando as possibilidades batem em nossa porta é exatamente para nos mostrar que a hora chegou, a hora de mudar, de deixar, de viver, sozinha ou acompanhada, viver o que deve ser vivido, viajar, contemplar a natureza, nadar, pular, fotografar, amar.

Nossa vida não pode ser um ciclo estático, como um amigo me disse um dia desses, a vida é movimento, e se você ficar parado, adivinha só? Você padece.

Marcela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s