Afim

Tão longe, perto quanto se pode estar,
a luz que ilumina sua causa, digo-lhe hoje,
brilha, más não pode mais ofuscar.
O que seria de mim sem você?
Sua brisa leve que aquece o vento,
impede a tempestade em meio ao nevoeiro,
Quem seria de mim sem você?
E você me diz: “O mesmo que seria de você sem mim”.
E o que somos? Sincero? Quem mais sou eu?
Um espelho, uma companhia, almas…
Somos afim ou a fim?
E você me diz: “Afim”.

Marcela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s