Vítima

Sou vitima de meu proprio vicio,
E teu vicio em melodia,
sou a assasina do teu antigo ritmo,
Mais uma cantora sozinha,
Sou capaz de faze-lo feliz,
E de mata-lo em uma noite fria,
Sou abençoada pelas suas palavras,
E morta por sua epifanias,
Sou o possivel dentre o impossível,
Pense bem, nada é plausivel,
sou o eu que não existe em você,
E você é tudo que quero ter,
Sou a que te ama com a propria vida,
E que eternamente será tua,
Sou apenas mais uma mulher,
Dentre o que você se chama de missão,
sou o que você tenta negar,
más um dia aceitará dentro de teu coração.

Marcela S.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s