Relatos de uma…

E hoje ela que catava palavras falsas ao vento,
se isola da humanidade com sua arte,
em especial a musical.
Enquanto perguntam o que há com ela,
ela simplesmente responde que não há nada,
e que apenas quer permanecer como está.
A diversão normal mão a encanta mais,
talvez ela tenha crescido rápido demais,
ou demorado demasiadamente para faze-lo,
más afinal, a hora sempre fora e será a certa,
pois para nós tudo vem na hora certa.

Marcelas S.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s