Perdida

Perdi ao me deixar cair na desgraça de amar,
não encontro forças para voltar a dançar,
para quem sabe viver,
para sonhar mais uma vez,
e em noites do outono estranho,
canto a meus erros inconsequentes,
más a voz se perde entre batidas de meu coração,
e o som se confundi com sua voz em minha mente,
perdi as forças de te esquecer,
más tambem as de te amar,
perdi as forças de dançar,
e também as de cantar,
apenas me perdi.

Marcela S.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s