Mente irreal

Mente obscura,
guarda livros e citações,
de palavras malditas,
de risos e orações,
que canções incompreendidas,
de gritos de ajuda,
de sussurros calorosos,
aos cantos em coro,
de sentidos inutilizados,
a dor de um morto,
de lagrimas irreais,
dos sonhos ao sonho,
da tarde infeliz de uma partida,
ao fim do dia que ele partirá,
ao pesadelo plausível,
ao pesadelo incógnito,
ao sentimento profundo,
de pensamentos ilusórios,
mente fria que segue em fim,
ao som da luz e céu azul,
ao descanso eterno assim.

Marcela S.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s