Lágrimas

A dor transparecia…a luta sera eterna
o sofrimento fora doce…o sangue quente não alegrava-a mais,
as suas lagrimas eram semelhantes a seus sorrisos,
o sofrimento nunca é em vão…más motivos não importam mais
o Lobo que seguia sua Lua nunca pode descasar…nem ela
páginas escritas em livros queimados estão eternizadas em suas memorias…que assim seja
as mentiras de nada serviam, ao encontro dos três olhares…mascaras caiam
o futuro que previra derrubara lagrimas em vão…uma eternidade que apenas nós vivemos
nunca está será lembrada…nunca fora conhecida,
a luta fora silenciosa…não havia armas…havia lagrimas…
irrefutavelmente o amor não é eterno, a memoria se encarregara de expulsar o brilho da Lua…lagrimas de sangue derramava,
a maldição será cumprida…a do Lobo, da Lua, e da Amada.

Marcela S.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s